sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Doce Infância

O dia que crescer
Quero aprender
Como é possível
Tratar alguém
Com tanto desdém

Simples, retirar de sua vida
O que não mais lhe convêm
Quem sabe, o dia que eu crescer
Esse ato atinja a mim também

Que agora, criança
Não parece-me convincente
Pois machuca a muita gente
Gente que ainda tem alma
Ainda tem calma
Ainda tem esperança

Alice

2 comentários:

  1. Tenho acesso aos posts antes do lançamento ;)

    ResponderExcluir
  2. continua eternamente essa linda criança que sempre poderemos brincar!!
    te amo saudades

    ResponderExcluir